Vamos falar sobre a carta por pontos?

26 de maio de 2016

Para os mais distraídos, que ainda não sabem da novidade, a carta por pontos entra em vigor no próximo dia um! 
São atribuídos 12 pontos e se ficarem sem esses 12 pontos ficam sem carta. Pior do que ter de a pagar outra vez e do que ter de a tirar outra vez (Deus "ma" livre de tirar a carta outra vez cruz credo só eu sei o quanto sofri de nervos) é mesmo ter de esperar dois anos para o fazer. 
Os crimes rodoviários descontam 6 pontos, as contraordenações muito graves se forem devidas ao álcool ou ao excesso de velocidade descontam 5 pontos e as restantes descontam 4. As contraordenações graves se forem por influencia de álcool, excesso de velocidade ou ultrapassagens antes e nas passadeiras descontam 3 pontos e as restantes descontam 2. E contraordenações leves? Isso existe? Tipo estacionar mal o carro enquanto vou ali ao pão... Isso é grave? Mesmo que não faça mal a ninguém? Se calhar é, não sei. Pelo menos no e-mail que recebi não falava de contraordenações leves. Mas calma minha gente, calma! Nem tudo é mau, não senhor. Se no fim de 3 anos não tiverem qualquer contraordenação grave, muito grave ou crime recebem 3 pontinhos. E se a cada período de revalidação não tiverem crimes rodoviários ou frequentarem voluntariamente (ahahahah riam-se) as formações também recebem mais um pontinho.

A minha opinião sobre isto? Acho ótimo. A sério que acho. Vê-se com cada trambolho na estrada que deviam começar com esta cena dos pontos a negativo. Por outro lado não sei se riu ou se choro quando me lembro que isto também é válido para mim. Tendo em conta que em três anos de carta já tenho no histórico uma multa por ter estacionado na paragem dos autocarros (sim, eu fiz isso, mas não fui a única e a culpa não foi bem minha, a sério que não foi) e também já bati com o carro de uma forma tão ridícula que nem me lembro bem com foi e não estava bêbada... Se calhar isto vai dar para o torto. Não é que eu represente um perigo para a sociedade, mas tenho tendência a fazer coisas um bocadito mal feitas tipo não parar no stop até meter a primeira (abrando só um bocadinho, em segunda, e arranco logo) pisar contínuos e andar em excesso de velocidade (não sou nenhum Vin Diesel no Velocidade Furiosa, mas andar a 50 sem carros à frente é coisa para me dar cabo dos nervos). Mas ficar outra vez sem carta não. Isso é que não. Mas pronto, vamos lá esperar para ver o que isto dá. Que os radares não se lembrem todos de ir para os sítios onde vou passar. Tudo menos isso. Ou melhor, começar a tirar o pé do acelerador e sair uns 15 minutos mais cedo de casa para ir à universidade.
Ainda assim, espero que isto seja vantajoso. Espero que as pessoas fiquem mais alerta e que acabem de se armar em espertas em ultrapassagens perigosas e coisas assim do género. A ideia dos pontos é boa. Vamos lá ver se resulta.

1 comentário:

  1. Acredites ou não na escola de condução ainda não falaram nada acerca disso . Também acho que é bom esta medida, mais que não seja para caçar aqueles que compram as cartas de condução !

    ResponderEliminar