Duas pequenas notas sobre dois (tristes) acontecimentos que marcaram os últimos dias

12 de outubro de 2016

 1. Nem era para escrever sobre isto, simplesmente porque acho que já fizeram demasiado alarido com o assunto, mas cá vai: Espero que os vídeos dos concorrentes do The Voice (e não só) que têm um talento incrível (e que precisam que alguém aposte neles) tenham tantas visualizações, tantos comentários e tantas partilhas como o vídeo da Maria Leal. Se podia escrever mais sobre o assunto? Até podia. Mas era dar demasiada atenção a isso. Limito-me a dizer que é por coisas assim que nos programas de domingo à tarde só aparecem (na maioria) "artistas" com músicas copiadas de cantores brasileiros ou então "artistas" que de três versos fazem uma música, sendo que de música para música só mudam mesmo a letra. É também por coisas assim que temos artistas com um talento fora do normal em Portugal que não chegam a lado nenhum. Não é disso que a maioria do povo gosta, está mais do que provado. Venham mais episódios da Casa dos Segredos que é disso que a malta gosta. Rir com quem tem a cabeça oca, o talento dos outros vale de pouco, ou melhor, até vale qualquer coisa: uma dor de cotovelo a alguns.

2. Já que os piropos são considerados crime (e muito bem, há deles bem mais nojentos do que "oh jóia anda cá ao ourives"), espero que a MERDA (desculpem a expressão, mas é assim mesmo) que aquele taxista disse - e que nem me vou atrever a escrever aqui - também seja considerada crime e que tenha consequências. Acho que nunca tinha ouvido uma coisa tão nojenta.

É só isto. Desculpem lá qualquer coisinha.
Boa quarta feira minha gente!!

PS. Hoje não é feriado porquê? Hum? Com este tempo ficava bem na ronha, no sofá, a devorar bolachas de chocolate.

6 comentários:

  1. Concordo com tudo aquilo que disseste, sem tirar nem pôr!

    Visita-me ❤ Freedom Girl

    ResponderEliminar
  2. Concordo completamente. Sempre achei que se dava mais visibilidade ao mau do que ao bom português. Depois ouvem-se comentários como "Portugal não tem nada de jeito". E isto passa-se em todos os setores. Porque não falam da participação de uma equipa de natação sincronizada em competições internacionais? E quanto ao que aquele animal disse (porque nem o nome de "homem" merece), duvido que se faça alguma coisa. Porque estão mais preocupados com a Maria Leal do que com fazer algo útil pela sociedade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assuntos que davam pano para mangas, sem dúvidas.

      Eliminar
  3. Concordo com o que escreveste. Mas também é verdade que aquelas almas como Maria Leal e companhias, expõem-se de tal forma que são alvo de chacota, e há momentos em que valha nos isso para a gente se rir. Sim porque custa-me e muito entender como é que alguém com saúde mental se expõem a tanta parvoíce!
    Quanto aquele animal, a vergonha do Cidadão Português, supera todas e qualquer criticas do que quer que seja! A ordinarice comum de gente podre! Vergonha !

    ResponderEliminar
  4. Tenho essa mesma opinião! Quaisquer desses dois acontecimentos são frustrantes, como é possível o "mal" vencer?


    missweetie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. O que aquele taxista disse foi mesmo muito mau. Fiquei parva e só me apeteceu cortar-lhe uma coisa que eu cá sei. Filho da mãe.

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar